CHICAGO, 2 de outubro de 2014 /PRNewswire/ -- A Female Health Company (NASDAQ-CM: FHCO) anunciou hoje que através da sua distribuidora no Brasil, Semina Industria e Comercio Ltda (Semina), ganhou, através de uma licitação pública, um contrato de fornecimento exclusivo a fim de fornecer até 50 milhões de preservativos FC2 Female Condoms® para o Ministério da Saúde. O contrato é válido até 20 de agosto de 2015 e o Ministério da Saúde irá fazer a seu critério os pedidos a esta empresa.

Logo - http://photos.prnewswire.com/prnh/20120712/MM39764LOGO

"Este contrato reflete a liderança do Brasil em oferecer a mulheres opções para proteger sua saúde e controlar suas escolhas reprodutivas", observou Karen King, presidente e diretora executiva da Female Health Company. "O Brasil tem demonstrado verdadeira liderança global com seu exemplar programa de prevenção de HIV/AIDS e um forte compromisso em capacitar as mulheres a assumir o controle da sua saúde e bem-estar".

"Este processo de licitação foi competitivo, e estamos satisfeitos que o valor total da proposta fornecida pela Female Health Company e sua parceira de distribuição, Semina, tenha sido reconhecido pelo Ministério da Saúde. Estamos orgulhosos de servir ao governo brasileiro oferecendo este importante recurso para proteger as mulheres do Brasil contra doenças sexualmente transmissíveis".

Além disso, a FHC e Semina concordaram em reiniciar as discussões relativas à produção local de FC2 no Brasil.

Sobre a Female Health Company

A Female Health Company (FHC), com sede em Chicago, Illinois, fabrica e comercializa o preservativo feminino FC2 Female Condom® (FC2). Desde que a empresa começou a distribuir o FC2 em 2007, ele foi enviado para 144 países. A empresa detém certos direitos mundiais do FC2 Female Condom®, incluindo patentes emitidas em diversos países do mundo todo. As patentes cobrem os principais aspectos do FC2, incluindo a sua concepção e processo de fabricação geral. O FC2 Female Condom® é o único atual produto aprovado pelo FDA disponível no mercado que pode ser controlado pela mulher e que oferece dupla proteção: contra doenças sexualmente transmissíveis, incluindo HIV/AIDS e contra gravidez não desejada. A Organização Mundial de Saúde (OMS) autorizou a compra do FC2 por agências da ONU.

Sobre a Semina Indústria e Comércio

A Semina Indústria e Comércio Ltda., com sede em São Paulo, Brasil, é distribuidora exclusiva do preservativo feminino FC2 da FHC no país. A Semina também fabrica e distribui diafragmas de silicone, produtos para amamentação e outros relacionados à saúde da mulher. A empresa é também uma importante desenvolvedora e distribuidora de material educativo focado em saúde reprodutiva e planejamento familiar. A Semina adota os mais altos padrões internacionais de qualidade e detém certificados de Boas Práticas de Fabricação e Distribuição. Seus produtos são devidamente registrados na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Declaração de "isenção de responsabilidade" de acordo com a Lei da Reforma de Litígios Mobiliários Privados (Private Securities Litigation Reform Act) de 1995:

As declarações neste boletim informativo, que não representam fatos históricos, são "declarações prospectivas", conforme essa terminologia é definida na Lei da Reforma de Litígios de Valores Mobiliários Privados (Private Securities Litigation Reform Act) de 1995. As declarações prospectivas deste boletim informativo se relacionam ao tempo e quantidade de pedidos do contrato brasileiro e a possível produção local do FC2 no Brasil. Essas declarações se baseiam nos planos e estratégias atuais da empresa, refletem a avaliação atual da empresa de riscos e incertezas relativos a seus negócios e são feitas a partir da data deste boletim. A empresa não assume qualquer obrigação de atualizar quaisquer declarações prospectivas contidas neste boletim informativo, como resultado de novas informações ou eventos, desenvolvimentos ou circunstâncias no futuro. Tais declarações prospectivas são inerentemente sujeitas a riscos e incertezas conhecidos e desconhecidos. Os resultados reais obtidos pela empresa e futuros desenvolvimentos podem diferir materialmente dos resultados ou desenvolvimentos expressados nestas, ou decorrentes destas, declarações prospectivas. Fatores que podem fazer com que os resultados reais difiram materialmente dos contemplados por estas declarações prospectivas incluem, mas não estão limitados, ao seguinte: demanda pelo produto e aceitação do mercado; concorrência nos mercados da empresa e riscos de aparecimento de novos concorrentes e de lançamentos de novos produtos concorrentes; riscos por contratos com o governo, incluindo processo de apropriação e prioridades dos financiamentos; potenciais atrasos burocráticos na concessão de contratos, erros de processo, pressões políticas ou outras, o risco de que as licitações do governo e contratos possam sofrer cancelamento, atraso ou reestruturação e que ministérios do governo ou outros clientes do setor público encomendem e comprem menos unidades do que o total máximo da licitação ou da quantidade descrita no contrato; dependência da empresa em seus parceiros internacionais do setor de consumo e do nível de gastos com o preservativo feminino pelo governo do país, doadores globais e outras organizações de saúde pública do setor público global; o ambiente econômico e de negócios e o impacto das pressões do governo; riscos envolvidos em realização de negócios em nível internacional, incluindo riscos relativos ao câmbio de moedas, exigências regulamentares, riscos políticos, restrições a exportações e outras barreiras comerciais, a capacidade de produção, eficiência e restrições de fornecimento da empresa, sua capacidade de identificar, negociar e concluir com êxito aquisições adequadas ou outras iniciativas estratégicas; sua capacidade de integrar com sucesso as empresas adquiridas, tecnologias ou produtos e outros riscos detalhados nos boletins informativos da empresa, comunicações com acionistas e registros na Comissão de Valores Mobiliários, incluindo o Formulário 10-K da empresa para o ano fiscal encerrado em 30 de setembro de 2013. Eventos reais que podem afetar a empresa e o impacto de tais eventos nas operações da empresa podem divergir dos esperados no momento.

Para mais informações sobre a Female Health Company, visite o site da empresa em http://www.femalehealth.com e http://www.femalecondom.org. Se desejar ser adicionado à lista de e-mails de alerta da empresa, envie um e-mail para FHCInvestor@femalehealthcompany.com.

FONTE The Female Health Company

SOURCE The Female Health Company

 RELATED LINKS
  http://www.femalehealth.com